Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

A “Heidi” responde // „Heidi“ antwortet #12

Esta semana vamos esclarecer duas perguntas com apenas uma resposta. Por coincidência a Mónica e a Aninhas Ferreira enviaram-nos duas perguntas muito semelhantes. Por isso decidimos juntá-las e dar uma única resposta:

Qual(is) a(s) maior(es) diferença(s) entre viver em Portugal e na Suíça? O que se destacou mais ao início?

 

Para respondermos a esta questão vamos destacar três pontos que na nossa opinião marcaram a diferença entre viver em Portugal e depois na Suíça:

 

O tempo!

Nas duas primeiras semanas começou a nevar e nós ainda não tínhamos “montado” a casa (isto no início de outubro!). Em novembro, quando a cidade já estava coberta de neve, o frio era terrível e ainda faltava um mês para o Natal, fiquei sem calçado: os únicos dois pares de botas que trouxe estragaram-se com o frio. O que me valeu foram os saldos de meia-estação. Por coincidência fomos morar para Glarus no ano em que nevou mais e durante mais tempo na Suíça.

 

A paisagem!

A visão da nossa janela mudou completamente. “Trocámos” o mar, a serra e o rio pelas montanhas. Em Glarus estamos rodeamos por montanhas, lagos e vacas (como puderam ver neste texto). No inverno somos presenteados com a presença de raposas, martas e corças nas ruas.

 

As pessoas!

O facto de vivermos numa cidade pequena facilita a comunicação, pelo menos no que diz respeito aos cumprimentos. As pessoas saúdam-se com um alegre “Grüezi” (abreviatura de Gott grüsse Euch, que traduzido significaria qualquer coisa como Que Deus vos cumprimente). É rara a pessoa que não o faz.

 

Gostaríamos de salientar que não existem duas cidades iguais. Não vale a pena procurar diferenças ou estabelecer comparações, porque não existe uma cidade melhor que outra. Cada uma tem as suas qualidade e defeitos, tal como as pessoas. Queremos informar-vos que para a semana responderemos à última pergunta da rubrica a “Heidi responde. Gostaríamos de agradecer aos que participaram nesta rubrica e que quiseram deixar o seu contributo neste cantinho. Um muito obrigada a todos!

  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

  • Kommentare

    Comentar post // Kommentieren

    Pág. 1/2