Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

Lucerna e os turistas

Ontem falámos sobre feiras de Natal e o quanto eu gosto de Lucerna (aqui). Hoje vamos falar sobre o turismo e os turistas em Lucerna. Se há uma coisa que não gosto em Lucerna é dos autocarros cheios de chineses. Eu não sou racista, xenófoba ou preconceituosa, mas tenho um grande trauma com os turistas asiáticos.

Encontrei-os nas minhas viagens a Paris, Milão, Cannes e Veneza e reparei que andam sempre em excursões. No geral são mal educados com os funcionários das lojas e com outros turistas. Faz-me também confusão a forma como tiram fotografias: um turista ocidental usa uma máquina fotográfica, um telemóvel ou um tablet para tirar uma foto; um turista asiático usa estes três aparelhos para tirar uma única foto, mas em triplicado. Chega a ser hilariante. Parece uma generalização um pouco injusta, mas eu já presenciei estas situações várias vezes.

As lojas de luxo e de souvenirs em Lucerna estão preparadas para estas excursões: cada loja tem pelo menos um empregado asiático, indicações em mandarim, ao sábado fecham mais tarde e na cidade existem mapas a explicar o percurso das lojas até ao autocarro em várias línguas.

Eu procuro ser uma turista educada e falar no idioma local ou em inglês. Se tenho uma dúvida dirijo-me ao turismo e aprendo no idioma local três expressões: “obrigado”, “de nada” e “se faz favor”. Não custa nada ser simpático(a).

  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

  • Kommentare

    Comentar post // Kommentieren