Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

Só na Suíça || Nur in der Schweiz #16

hello may name is.jpg

 

Quando uma pessoa pensa que não tem ideias para um texto surge sempre alguma eventualidade que nos inspira a escrever. A nossa rubrica “Só na Suíça” não é uma crítica aos suíços, mas antes uma forma de apontar as diferenças existentes entre os hábitos portugueses e os suíços. Por vezes, as situações mais simples são abordadas de forma diferente - nem melhores nem piores apenas diferentes!

 

O exemplo que vos trazemos hoje é o nome, mais precisamente o meu nome completo: tenho dois primeiros nomes e dois nomes de família. Para um português seria um nome normal, mas para a Suíça é demasiado longo. Aqui uma pessoa tem apenas um primeiro nome (ou raramente dois) e um nome de família.

 

Esta semana recebi uma carta e um e-mail endereçados à Frau (Senhora) Débora Rodrigues: um nome com o qual não me identifico. É uma consequência de ter um nome longo (Débora A. Rodrigues do Marco) e isto só acontece, porque os suíços privilegiam os primeiros nomes. O truque é escrever o vosso primeiro e último nome (ou como gostam de ser tratados): assim evitam estes enganos. Como tive que preencher documentos importantes, não pude omitir os meus nomes do meio.

 

Até lá, vou continuar a minha luta e a corrigir as pessoas. E vocês, já viram o vosso nome ser trocado ou escrito de forma incorrecta?

 

***

Wenn man denkt, dass es keine Ideen für einen Text gibt, entsteht einen Zufall, der uns zum schreiben inspiriert. Unsere Rubrik „Nur in der Schweiz“ ist keine Kritik an den Schweizern, sondern eine Möglichkeit, die Unterschiede zwischen den portugiesischen und schweizerischen Gewohnheiten zeigen. Manchmal wird bei einfachen Situationen auf unterschiedliche Weise reagiert – es ist weder gut noch schlecht nur anders!

 

Das Beispiel, dass wir Ihnen heute bringen ist der Name und zwar mein vollständiger Name: ich habe zwei Vorname und zwei Familienname. Für einen Portugiesen wäre es ein normaler Name, aber in der Schweiz ist er zu lang. Hier hat man nur einen Vornamen (manchmal zwei) und einen Familiennamen.

 

Diese Woche habe ich einen Brief und ein Email für Frau Débora Rodrigues erhalten: ein Name, mit dem ich mich nicht identifizieren kann. Es ist eine Konsequenz eines langen Namens. Der Trick ist seine bevorzugte Vor- und Nachnamen zu schreiben, so dass man diesen Irrtum vermeiden kann. Weil ich wichtige Dokumente ausfüllen musste, konnte ich den zweiten Vornamen nicht auslassen.

 

Bis dahin, werde ich meinen Kampf weiterführen und die Leute berichtigen. Haben Sie Ihren Namen geändert oder wurde er falsch geschrieben?

  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

  • Kommentare

  • Imagem de perfil

    Heidiland 27.02.2017 14:13

    O arquitecto sofre do mesmo mal O último nome é "espanhol" e o primeiro prenunciam sempre errado, porque os suíços leem todas as letras de uma palavra. O português sofre!
  • Sem imagem de perfil

    Ana Peres 27.02.2017 14:19

    É verdade sofremos LOL
    Gosto do meu nome mas não gosto que pensem que seja espanhol... Em tempos até pode ter sido mas não é (já) :D
  • Imagem de perfil

    Heidiland 27.02.2017 14:22

    Tu tens sorte que nunca pensaram que eras um homem O arquitecto ao ligar para um Call-Center pensaram que ele era gay, porque o meu último nome é Marco ou a minha eterna luta com o senhor das encomendas. O homem não queria acreditar que o meu último nome era mesmo Marco. Tive que lhe fazer um desenho
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo // Anonym 27.02.2017 14:33

    ahahah essa é muito boa!
    Lá porque o último nome seja masculino não quer dizer que a pessoa também o seja... Que raio de ideia :D
  • Imagem de perfil

    Heidiland 27.02.2017 14:34

    Para um português é comum teres um nome masculino como apelido, mas para um estrangeiro é algo muito estranho. Resolvi partilhar esta curiosidade, porque mostra como algo tão simples consegue ser diferente noutro país.
  • Comentar // Kommentieren:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.