Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

Só na suíça || Nur in der Schweiz #17

aperto-de-mao copy.jpg

Foto: Freepick.com

 

Na última semana a falta de inspiração tomou conta de nós e apesar de termos alguns temas em mente as palavras não surgiam. Assim sendo, decidimos parar uma semana para arejar as ideias, ler, comentar outros blogs e esperar que a inspiração aparecesse. Enquanto estivemos ausentes fomos a alguns eventos sociais que nos inspiraram para o tema de hoje: cumprimentar!

 

Os suíços têm pelo menos duas formas de cumprimentar que variam conforme o nível de confiança e formalidade:

 

Aperto de mão:

Quando se conhece uma pessoa (vizinho, colega, chefe...) pela primeira vez, o correcto é apertar a mão. Pode ser um gesto formal, mas evita qualquer mal-entendido.

 

Três beijos na cara:  

A partir do momento em que se tem alguma afinidade com uma pessoa podemos cumprimentá-la com três beijos na cara. Em caso de dúvida, convém esperar que a outra pessoa tome a iniciativa. Se houver afinidade e bastante confiança pode-se cumprimentar com três beijos e “acrescentar” um abraço (incompleto).

 

Ao princípio demorámos a interiorizar o cumprimento de três beijos (em Portugal são apenas dois), mas agora é algo completamente normal e segundo a nossa opinião mais simpático e intimista. Até descobri que sou uma pessoa que gosta de dar abraços, porque agora faço-o com alguma regularidade, independentemente de estar em Zurique ou Lisboa. – parece que a idade e a experiência mudam uma pessoa!

 

O que é que vocês acham destas formas de cumprimentar? Seriam capazes de se habituar aos três beijos ou pensam que é demasiado pessoal?

  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

  • Kommentare

  • Imagem de perfil

    Heidiland 15.03.2017 09:27

    Provavelmente dou-te um abraço agora faço isso com imensa frequência, se gosto e sinto saudades da pessoa. No inicio deixei imensa gente pendurada com o terceiro beijinho, porque não era um hábito e/ou costume nosso (português). Actualmente faço-o naturalmente como digo grüezi.
  • Imagem de perfil

    Chic'Ana 15.03.2017 09:30

    Acredito que sim! Deve custar bastante interiorizar esse terceiro gesto, os dois beijinhos estão mais que mecanizados..
  • Imagem de perfil

    Heidiland 15.03.2017 09:33

    É tudo uma questão de hábito com o tempo interiorizei e como refiro no texto gosto. Adoro este eventos sociais para "estudar" as pessoas e as forma como as pessoas se cumprimentar. É todo um ritual, por exemplo, o arquitecto tem um colega que me dá sempre três beijinhos e um semi abraço. Acho o gesto super querido e é de todo a minha pessoa favorita dos 60 colegas que ele tem.
  • Imagem de perfil

    Chic'Ana 15.03.2017 09:35

    Cria logo uma relação de proximidade contigo! =)
  • Imagem de perfil

    Heidiland 15.03.2017 09:37

    Exacto todos os outros são simpáticos. Todavia a forma como as pessoas te abordam indica longo o grau de proximidade que têm ou que querem ter contigo. Isto em termos de psicologia é fantástico.
  • Imagem de perfil

    Chic'Ana 15.03.2017 09:40

    É mesmo... os gestos influenciam imenso a percepção que temos de uma pessoa!
  • Imagem de perfil

    Heidiland 15.03.2017 09:44

    Juro que não imaginava que influenciava tanto. Há uma colega do arquitecto que não simpatizo muito, porque é demasiado "bruta" a falar, comer e a socializar com pessoas que lhe são estranhas.
    Não tendo ainda confiança tenta força-la. O que não é de todo o meu género de pessoa. A grande maioria das pessoas gosta muito dela e sempre ouvi falar bem dela, mas eu não simpatizei nada.
  • Imagem de perfil

    Chic'Ana 15.03.2017 09:45

    Porque lhe traçaste esse perfil logo de "bruta" pelas suas ações e gestos! Confesso que eu também ficaria de pé atrás..
  • Imagem de perfil

    Heidiland 15.03.2017 09:49

    O pior é que foi a única pessoa que não acertou o meu nome à primeira, segunda, terceira nem à quarta tentativa. Todos se podem enganar à primeira, porque não ouvem bem, a sala tem muito ruído ou há transito na rua. Sim, já aconteceu pensarem que me chamo Debra. Nunca tentativa de compensar a gafe, agora sempre que nos cruzamos faz questão de tentar dizer o meu nome Dé-bo-ra. É bastante cómico.
  • Comentar // Kommentieren:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.