Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

Só na suíça || Nur in der Schweiz #17

aperto-de-mao copy.jpg

Foto: Freepick.com

 

Na última semana a falta de inspiração tomou conta de nós e apesar de termos alguns temas em mente as palavras não surgiam. Assim sendo, decidimos parar uma semana para arejar as ideias, ler, comentar outros blogs e esperar que a inspiração aparecesse. Enquanto estivemos ausentes fomos a alguns eventos sociais que nos inspiraram para o tema de hoje: cumprimentar!

 

Os suíços têm pelo menos duas formas de cumprimentar que variam conforme o nível de confiança e formalidade:

 

Aperto de mão:

Quando se conhece uma pessoa (vizinho, colega, chefe...) pela primeira vez, o correcto é apertar a mão. Pode ser um gesto formal, mas evita qualquer mal-entendido.

 

Três beijos na cara:  

A partir do momento em que se tem alguma afinidade com uma pessoa podemos cumprimentá-la com três beijos na cara. Em caso de dúvida, convém esperar que a outra pessoa tome a iniciativa. Se houver afinidade e bastante confiança pode-se cumprimentar com três beijos e “acrescentar” um abraço (incompleto).

 

Ao princípio demorámos a interiorizar o cumprimento de três beijos (em Portugal são apenas dois), mas agora é algo completamente normal e segundo a nossa opinião mais simpático e intimista. Até descobri que sou uma pessoa que gosta de dar abraços, porque agora faço-o com alguma regularidade, independentemente de estar em Zurique ou Lisboa. – parece que a idade e a experiência mudam uma pessoa!

 

O que é que vocês acham destas formas de cumprimentar? Seriam capazes de se habituar aos três beijos ou pensam que é demasiado pessoal?

  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

  • Kommentare

  • Imagem de perfil

    Heidiland 18.04.2017 12:51

    Como compreendo a tua tia
    Mais situações engraçadas: já cumprimentei os meus vizinhos (em Lisboa) com o habitual "grüezi". Felizmente eles não ouviram, mas a minha mãe perguntou-me o que tinha acabado de dizer. O nosso cérebro demora a fazer a conversão dos hábitos.
  • Imagem de perfil

    C.S. 18.04.2017 12:53

    Sim, é algo natural. A minha tia vive na parte francesa, muitas vezes cria palavras entre o português e o francês que, logicamente não existem, mas eu percebo onde ela quer chegar. Fartamo-nos de rir. Beijocas
  • Imagem de perfil

    Heidiland 18.04.2017 12:59

    É o "normal" conheço muitos portugueses na parte alemã que inventam palavras que provêm do francês. Nós (eu e o meu namorado) tentamos não misturar os idiomas no nosso dia-a-dia, assim é mais fácil não misturar ou inventar palavras. Acontece que nós também vivemos cá há cerca de quatro anos. Essa troca costuma acontecer, quando as pessoas vivem muitos anos (como deve ser o caso da tua tia) num país estrangeiro.
    Obrigada pelos teus comentários e partilha de experiência da tua tia.
    Beijinhos e continuação de uma boa semana.
  • Imagem de perfil

    C.S. 18.04.2017 13:01

    É isso mesmo! Está na Suíça há mais de 20.
    É um país lindíssimo. Beijocas
  • Imagem de perfil

    Heidiland 18.04.2017 13:02

    A Suíça é um país muito bonito e qualquer que seja a cidade ou aldeia tem o seu encanto.
    Beijinhos
  • Comentar // Kommentieren:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.