Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

Heidiland

Viver rodeada de montanhas, vacas, gatos e suíços // Wohnen neben Bergen, Kühen, Katzen und Schweizern.

Verdade ou Mito – Resposta // Mythos oder Wahrheit – Antwort

Queríamos agradecer a todos pela vossa participação. Ficámos um pouco surpreendidos com as vossas respostas e satisfeitos com os argumentos que utilizaram para as justificar. Está na hora de acabar com o suspense e revelar o resultado das quatro questões! FALSO é a resposta certa para as quatro perguntas!

 

Recordemos as quatro questões com as respectivas respostas:

 

A língua oficial da Suíça é o suíço.

Todos acertaram na primeira pergunta e souberam justificá-la corretamente. A Suíça tem quatro línguas oficiais: alemão, francês, italiano e romanche.

 

No inverno conduz-se com correntes nos pneus.

A resposta a esta pergunta não foi unânime e apenas quatro pessoas acertaram. Existem três razões para não usarmos correntes nos pneus no inverno: as estradas são limpas com regularidade pelos limpa-neves, usam-se pneus de inverno e é colocado sal nas estradas, ajudando a que a neve derreta mais rápido.

 

Não existe prostituição na Suíça.

Estão todos de parabéns, porque acertaram na resposta, mas não a souberam justificar. Para quem não sabe a prostituição é uma profissão legalizada na Suíça.

 

Uma criança de pais suíços que nasça em Portugal é portuguesa. Uma criança de pais portugueses que nasça na Suíça é suíça.

 

Portugal atribui a nacionalidade segundo dois princípios: jus sanguinis e jus soli. Assim, e sem considerar as diferentes premissas que se aplicam a casos mais específicos, uma criança tem a nacionalidade portuguesa se os pais forem portugueses ou se nascer em território nacional. 

 

Por outro lado, a Suíça atribui apenas a nacionalidade segundo o princípio de jus sanguinis. Também simplificando, uma criança é suíça se os seus pais (ou pelo menos um deles) forem suíços. O facto de nascer (ou não) na Suíça não lhe garante à nascença a nacionalidade. Caso os pais estrangeiros entretanto adquiram a nacionalidade suíça (através da naturalização) a criança poderá obter também a dupla nacionalidade (que ambos os países permitem).

 

Respondendo em concreto à pergunta:

Uma criança de pais suíços que nasça em Portugal é portuguesa (caso os pais residam há pelo menos seis anos no país e o pretendam) e suíça. Uma criança de pais portugueses que nasça na Suíça é portuguesa (podendo mais tarde naturalizar-se suíça).

 

Hoje ficaram a saber um pouco mais sobre a Suíça. Houve leitores que gostaram desta rubrica e se for do interesse de todos podemos voltar a repeti-la. O que acham?

  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

  • Kommentare

  • Imagem de perfil

    Heidiland 06.04.2016 10:52

    Eu não concordo com as leis suíças sobre a nacionalização. O processo é demorado e burocrático, na minha opinião apenas cria um buraco (ainda maior) entre um cidadão suíço e não suíço. Esperar 12 anos para me poder candidatar a obter uma nacionalidade é muito tempo.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 06.04.2016 10:55

    Mas também conceder nacionalidade só porque se nasce num território é demasiado fácil, não achas?
    Se bem que cada vez mais somos cidadãos do mundo.
  • Imagem de perfil

    Heidiland 06.04.2016 11:02

    Em Portugal um estrangeiro precisa de residir no país durante seis anos para poder obter nacionalidade expliquei isso no post.
    Concordo que exista um período específico para uma pessoa se poder candidatar a uma segunda nacionalidade e que se apliquem custos, mas 12 anos é demasiado.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 06.04.2016 11:13

    Mas se um casal estrangeiro tiver um filho em Portugal, ele passa a ser português, pelo menos é essa ideia que tenho, não sei se está correcta.
  • Imagem de perfil

    Heidiland 06.04.2016 11:17

    Nós estivemos a analisar a lei antes de escrever este post e concluímos que "uma criança de pais suíços que nasça em Portugal é portuguesa (caso os pais residam há pelo menos seis anos no país e o pretendam) e suíça". O processo não é automático e pode ser negado, caso, as pessoas não cumpram todas as normas.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 06.04.2016 11:23

    Como disse não pesquisei, mas a verdade é que a nacionalidade do país na Europa já não faz muito sentido e cada vez fará menos.
  • Imagem de perfil

    Heidiland 06.04.2016 11:30

    Podes não pesquisar, mas acreditar naquilo que acabei de escrever para um europeu pode não fazer muito sentido a dupla nacionalidade, mas um não europeu que queira viver na Europa e trabalhar a nacionalidade ajuda a abrir muitas portas e depois tens a questão do voto. Se eu cumpro as leis suíça também deveria ter o direito a expressar a minha opinião nas mesas de voto.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 06.04.2016 11:36

    Sim, especialmente se estás integrada na sociedade, tens todo o direito de votar.
  • Imagem de perfil

    Heidiland 06.04.2016 11:41

    mas...tenho que residir 12 anos na Suíça para me poder candidatar a uma dupla nacionalidade e assim exercer o meu direito ao voto já se fala numa alteração da lei e numa pequena redução do tempo de residência.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 06.04.2016 11:48

    É complicado realmente, acho que a situação passaria pela separação das duas coisas, um estado intermédio que te permitisse votar mesmo ainda não tendo a nacionalidade.
    Porque realmente é difícil quantificar o tempo necessário para seres considerado como um membro que um país.
  • Imagem de perfil

    Heidiland 06.04.2016 11:53

    Penso que esse estado ideal ainda não existe. A única coisa que me faz confusão é não poder votar, o resto não faço questão de ter nacionalidade Suíça. Sou uma portuguesa que adora o seu país de origem e não pretende alterar esse estatuto.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 06.04.2016 11:58

    Lá está, deveria haver algo que te permitisse votar sem teres de pedir a dupla nacionalidade.
  • Imagem de perfil

    Heidiland 06.04.2016 12:03

    era o ideal, mas ainda não existe.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 06.04.2016 12:10

    Pois não, será que nunca ninguém se lembrou disso?
  • Imagem de perfil

    Heidiland 06.04.2016 12:14

    Que nós tenhamos conhecimento, não.
  • Comentar // Kommentieren:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.